Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vasculhar Lendas

Juntos vamos mergulhar nas maravilhosas lendas, para já de Portugal, por isso... Era Uma Vez ...

Juntos vamos mergulhar nas maravilhosas lendas, para já de Portugal, por isso... Era Uma Vez ...

Vasculhar Lendas

19
Nov22

Lenda da Moura da Ponte de Chaves

Bri Atano

Já ouviram falar do terceiro arco da ponte de Chaves? Pois bem, teremos então de viajar até ao século XII, para o ficarmos a conhecer. 

4432912461_9876ca1eef_o.jpg

Era uma vez, numa pequena e humilde cidade de seu nome Chaves, outrora conhecida como Aquae Flaviae, uma jovem moura que ficara noivo do primo Abed, filho de um guerreiro mouro que virara alcaide, ou seja, tornara-se governador de uma vila normalmente acastelada ou fortificada. A jovem, apesar de ter aceite o noivado, não nutria sentimentos por o seu futuro marido. 

Alguns anos se passaram e os cristão voltaram para reconquistar Chaves e a nossa jovem moura foi tomada refém por um guerreiro cristão. A moura e o seu raptor, o guerreiro cristão, perderam-se de amor um pelo outro e viviam apaixonados e felizes, enquanto o seu prometido e o tio fugiram de Chaves. Os cristãos ganharam a guerra e restabeleceu-se a paz. 
Abed, que sabia do caso, nunca perdoou, e voltou à cidade vestido de mendigo, para se vingar. Esperou-a na ponte e, quando a viu, pediu-lhe uma esmola. A moura, que lhe estendeu a mão, cruzou olhares com ele e o mouro rejeitado rogou-lhe a praga:  

Para sempre ficarás encantada sob o terceiro arco desta ponte. Só o amor de um cavaleiro cristão, não aquele que te levou, poderá salvar-te.”  

A moura desapareceu como por magia, e só umas poucas damas cristãs foram testemunhas. 
O amado procurou a sua moura por toda a parte e nunca a encontrou, acabando por morrer de tristeza e saudade. E a moura encantada da ponte nunca mais foi vista.  

Anos mais tarde, diz o povo que, numa noite de S. João, passava um cavaleiro cristão pela ponte quando ouviu murmúrios e socorros. Então, uma voz de mulher pediu-lhe para descer ao terceiro arco da ponte e dar-lhe um beijo. O jovem cristão, com medo, fugiu. Assim, ficou a moura da ponte de Chaves encantada para sempre. Agora, nas noites de S. João, é possível ouvir os lamentos da moura encantada, que está eternamente castigada por se ter apaixonado. 

image.jpg

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub